quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Piso nacional dos professores deverá ser de 1.450 reais


Piso nacional dos professores deverá ser de 1.450 reais

 

Muitos prefeitos e governadores alegam não poderem arcar com aumento. Mas, governo federal deve manter reajuste

O governo deve confirmar um reajuste de 22% no piso nacional dos professores. O índice representa a variação no valor mínimo de investimento por aluno do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) entre 2011 e 2012 e levaria o salário-base dos atuais R$ 1.187 para R$ 1.450 mensais.

Apesar da pressão de prefeitos e governadores, que alegam não poder arcar com o aumento acima da inflação do salário mínimo e dos professores, a tendência do governo é manter a lei como está. Qualquer valor inferior aos 22% abriria espaço para contestação judicial ou teria de ser apresentado com mudança na lei.

A lei que criou o piso diz que o reajuste será feito todo janeiro, no mesmo porcentual da atualização do valor do Fundeb, e terá de ser o menor valor básico para os professores por 40 horas-aula semanais.

Governadores e prefeitos pressionavam o governo federal para dar aos professores apenas a variação da inflação (6,5%). Em 2011, o reajuste de 16% já incomodou Estados e municípios. Hoje, 16 Estados não cumprem o piso.

Outros cinco pagam menos que os R$ 1.450 que devem entrar em vigor em fevereiro.

Não houve conversa definitiva sobre o assunto entre a presidente Dilma Rousseff e o ministro Fernando Haddad. A decisão final ainda não foi tomada, até porque o ministro espera os dados consolidados do Tesouro Nacional para fechar o valor final do reajuste do Fundeb. É improvável, no entanto, que esse seja menor que os 22% calculados até aqui.






Comentários:

  1. Cristina CostaJan 11, 2012 03:19 PM
    Esta notícia já era esperada por todos e me deixa mais decepcionada e revoltada do que já estava.

    Minas Gerais continua a dar calote nos educadores!!!

    Até quando??

    Até quando, meu Deus!!!

    Para que uma lei que não é cumprida??

    Até quando o governo Federal vai fazer vistas grossas para esta situação???

    Até quando a justiça continuará omissa???

    Até quando o sindicato ficará mudo????

    É duro viver num País sem Lei!!

    Como dizer isto para meu filho????


5 comentários:

  1. Esta notícia já era esperada por todos e me deixa mais decepcionada e revoltada do que já estava.

    Minas Gerais continua a dar calote nos educadores!!!

    Até quando??

    Até quando, meu Deus!!!

    Para que uma lei que não é cumprida??

    Até quando o governo Federal vai fazer vistas grossas para esta situação???

    Até quando a justiça continuará omissa???

    Até quando o sindicato ficará mudo????

    É duro viver num País sem Lei!!
    Como dizer isto para meu filho????

    ResponderExcluir
  2. João Paulo Ferreira de Assis12 de janeiro de 2012 00:42

    Prezada amiga e companheira de luta Professora Cris

    Além da luta para a qual estamos nos preparando, deveríamos ver com algum deputado governista, de preferência um que não tivesse batido de frente conosco ou que estivera ausente da votação, para discutir na Assembleia a questão da dívida de Minas Gerais para com a União. E aí poderíamos inserir a proposta da federalização, mediante o seguinte critério:

    1- remuneração dos professores de acordo com o Plano de Carreira vigente em 10 de agosto de 2011 e política pedagógica ficaria a cargo da União.
    2- reformas na rede física e proteção dos equipamentos pedagógicos das escolas, seria de competência dos Estados e municípios.
    3-Nas SRE's ficaria uma equipe federal para cuidar dos serviços de pessoal e de planejamento pedagógico.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  3. Vamos viver nessa insegurança, nessa miséria ,porque recebemos apenas para pagar algumas necessidades, enquanto o voto de pessoas inconsequentes e sem raciocínio, que acredita em pessoas de má fé ,que usam da ignorância para receber votos e roubar, roubar .....e deixar classes de trabalhadores infelizes, sem ânimo para acreditar em um país lindo como o Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Educação em Minas e no "BraZil":
    Despesas a serem contidas.
    FEDERALIZAÇÃO URGENTE da FOLHA DE PAGAMENTOS.

    ResponderExcluir
  5. Fica cristalina a visão de que, neste país:
    Ø NÃO PRECISAMOS DE PROFESSORES Ø NÃO PRECISAMOS DE EDUCAÇÃO
    Ø AFINAL, PARA QUE SER UM PAÍS DE 1° MUNDO SE ESTÁ BOM ASSIM
    Alguns exemplos atuais:
    · Ronaldinho Gaúcho: R$ 1.400.000,00 por mês. Homenageado pela “Academia Brasileira de Letras"...
    · Tiririca: R$ 36.000,00 por mês. Membro da “Comissão de Educação e Cultura do Congresso"...
    TRADUZINDO: SÓ O SALÁRIO DO PALHAÇO, PAGA 30 PROFESSORES. PARA AQUELES QUE ACHAM QUE EDUCAÇÃO NÃO É IMPORTANTE: CONTRATE O TIRIRICA PARA DAR AULAS PARA SEU FILHO.
    Um funcionário da empresa Sadia (nada contra) ganha hoje o mesmo salário de um “ACT” ou um professor iniciante, levando em consideração que, para trabalhar na empresa você precisa ter só o fundamental, ou seja, de que adianta estudar, fazer pós e mestrado? Piso Nacional dos professores: R$ 1.187,00… Moral da história: Os professores ganham pouco, porque “só servem para nos ensinar coisas inúteis” como: ler, escrever, pensar,formar cidadãos produtivos, etc., etc., etc....
    SUGESTÃO: Mudar a grade curricular das escolas, que passariam a ter as seguintes matérias:
    Ø Educação Física: Futebol;
    Ø Música: Sertaneja, Pagode, Axé;
    Ø História: Grandes Personagens da Corrupção Brasileira; Biografia dos Heróis do Big Brother; Evolução do Pensamento
    das "Celebridades"
    Ø História da Arte: De Carla Perez a Faustão;
    Ø Matemática: Multiplicação fraudulenta do dinheiro de campanha;
    Ø Cálculo: Percentual de Comissões e Propinas;
    Ø Português e Literatura: ?... Para quê ?...
    Ø Biologia, Física e Química: Excluídas por excesso de complexidade.
    Está bom assim? ... eu quero mais!...
    ESSE É O NOSSO BRASIL ...
    Vejam o absurdo dos salários no Rio de Janeiro (o que não é diferente do resto do Brasil)
    Ø BOPE - R$ 2.260,00....................... para ........ Arriscar a vida;
    Ø Bombeiro - R$ 960,00.....................para ........ Salvar vidas;
    Ø Professor - R$ 728,00.....................para ........ Preparar para a vida;
    Ø Médico - R$ 1.260,00......................para ........ Manter a vida;
    E o Deputado Federal?.....R$ 26.700,00 (fora as mordomias, gratificações, viagens internacionais, etc., etc., etc., para FERRAR com a vida de todo mundo, encher o bolso de dinheiro e ainda gratificar os seus “bajuladores” apaniguados naquela manobrinha conhecida do “por fora vazenildo”!).


    IMPORTANTE:
    Faça parte dessa “corrente patriótica” um instrumento de conscientização e de sensibilização dos nossos representantes eleitos para as Câmaras Municipais, Assembleias Estaduais e Congresso Nacional e, principalmente, para despertar desse “sono egoísta” as autoridades que governam este nosso maravilhoso país, pois eles estão inertes, confortavelmente sentados em suas “fofas” poltronas, de seus luxuosos gabinetes climatizados, nem aí para esse povo brasileiro. Acorda Brasília, acorda Brasil !...

    P.S.: Divulgue logo esta carta para todos os seus contatos. Infelizmente é o mínimo que, no momento, podemos fazer, mas já é o bastante para o Brasil conhecer essa "pouca vergonha". As próximas eleições estão chegando!

    ResponderExcluir