quarta-feira, 7 de março de 2012

A união faz a força!!






6 comentários:

  1. Nossa que interessante....Mas é verdade a união faz a força. Seria bom se toda a categoria des professores fosse unida.Vou ter que publicar isso no meu blog.Posso?

    ResponderExcluir
  2. Claro Pequi!!!
    Fique a vontade!!!

    ResponderExcluir
  3. NOVO OLHAR SOBRE A MATEMÁTICA,
    http://www.ufpa.br/beiradorio/novo/index.php/leia-tambem/124-edicao-93--abril/1189-novo-olhar-sobre-a-matematica

    Quem quiser material, fazer capacitação, etc, é gratuito, peça: jbn@ufpa.br

    ResponderExcluir
  4. BOM DIA.
    ESTOU PRECISANDO DE AULA DE MATEMÁTICA.
    NÃO CONSIGO ENTENDER DE QUE FORMA O GOVERNO PAGA-ME O PISO. POIS TENHO MAIS DE 20 ANOS DE SERVIÇO EM CADA CARGO , COM PÓS GRADUAÇÃO.
    E SÓ RECEBO 1320. GOVERNO FAÇA-ME RIR. OU EU ESTOU FICANDO DOIDO E AINDA NÃO DEI CONTA DISSO.RRRSS.

    ResponderExcluir
  5. Pena que a nossa categoria não segue esses exemplos.Se fôssemos unidos, nada nos deteria. Nem aquele louco que se diz governador.

    ResponderExcluir
  6. João Paulo Ferreira de Assis27 de março de 2012 00:23

    Prezados companheiros de luta

    Ainda que divididos entre sindutistas e anti-sindutistas, acho que nós professores devemos começar hoje um boicote à novela da Débora Falabella. Não só contra a novela mas também contra os patrocinadores do horário. Por exemplo: se a Coca Cola patrocina, vamos de Pepsi Cola ou de uma bebida saudável que não tenha a marca da Coca-Cola. Insisto na necessidade de boicotar, pois se a novela bater recordes de audiência e a mocinha fizer o povo chorar de emoção, ELA ESTARÁ PLENAMENTE JUSTIFICADA E NÓS É QUE VAMOS FICAR COM O NOME DE MENTIROSOS.

    Hoje na EE Deputado Patrus de Sousa, a tv estava ligada na sala dos professores. Às 20 horas e 50 minutos fui para a sala de aula, e às 21:35 para outra. No intervalo a tal novela estava ligada, mas não havia espectadores. Fui ao seletor de canais e mudei para outro, pois receptor de tv ligado na Globo ainda que sem espectadores é contado como audiência para a Globo.
    Precisamos inclusive falar com nossos alunos para o caso de assistirem as novelas da Globo, o fazerem com espírito crítico. Cito exemplos:

    Irmãos Coragem. O coronel Pedro Barros, rude e violento defendia a exploração dos diamantes pelos brasileiros. Os mocinhos da novela (João Coragem, Jerônimo etc) defendiam o interesse dos americanos que queriam levar nossos diamantes a preço de nada. O coronel Pedro Barros era grileiro, estuprador, ladrão e assassino.

    O Cravo e a Rosa. As feministas foram ridicularizadas. No último capítulo, a velha prostituta Dona Josefa foi casar com o milionário (representado por Carlos Vereza), e deram a ela o nome de Josefa Lacerda de Moura, para insinuar que Maria Lacerda de Moura, líder feminista nascida em Manhuaçu e que chegou a morar em Barbacena era uma prostituta.

    Força de um desejo. Lembram-se do Barão do vale do Paraiba fluminense que dava escola e bom tratamento aos escravos? Todos sabem que graças ao pessoal do vale do Paraiba RJ que a abolição da escravatura só aconteceu em 1888. E a Globo agora quer polir o vulto sangrento da escravidão como se fôra uma obra de benemerência!

    Saudações e até a vitória!
    João Paulo Ferreira de Assis

    ResponderExcluir