sexta-feira, 2 de setembro de 2011

RIR PARA NÃO CHORAR!!!



É este o PISO que o Governo Anastasia quer nos dar, mas não permitiremos!!



Veja como e porque o governo continua na ilegalidade:


"Enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer."

Santo Agostinho



"A hora mais escura da noite é justamente aquela que nos permite ver melhor as estrelas".

Charles A. Beard



RESPOSTA DA CATEGORIA: NÀO!!! NÀO!!! NÀO!!

É GREVE, É GREVE, ATÉ QUE ANASTASIA PAGUE O PISO QUE NOS DEVE!!!



Juntos, somos mais fortes !!!


.

Comentários:

LEIA: o Jornal do José Elias Issa disse...

olá Cris

NDG

A nossa vitória está próxima, portanto temos que andar juntos e cada vez mais unidos.

"As pessoas mudam quando se dão conta do potencial que têm para mudar as coisas."(Paulo Coelho)

abraço e agora é manter a calma.
Dia 8 de setembro o Governador Antônio Anastasia terá mais uma chance para cumprir a LEI FEDERAL 11738/08 e sem conversa mole.

Gleiferson Crow
LEIA: o Jornal do José Elias Issa
http://leiajeissaeemg.blogspot.com

Gracieusa Brito disse...

Oi Cris, mandei o link do seu blog a todas as minhas amigas e pedi que elas repassem aos contatos delas.
Agora por favor! Peça a Beatriz Cerqueira pra fazer essa tabela e mandar pra toda a mídia. Para todas as pessoas que pensam que que somos idiotas, inclusive para o governador e a SEE. Temos que dar visibilidade a essa tabela legal. Falar que aí nessa tabela está a Lei 11.738/2008 de acordo com a visão do MEC. Não é a interpretação do STF, "de até 40 horas" que é de 0 até 40 horas, mas aceitamos por vontade de negociar um fim para a greve. Discutiremos esse ponto a posteriori. A gente calculou a nossa individual, mas a sua está completíssima. Parabéns e obrigada.

Ana disse...

Cris,
Precisamos de ESTRATÉGIA e aí vai uma: por favor OUÇA O MEU APELO!!!! O sindicato precisa fazer um movimento DIFERENCIADO com os ATBs e ASBs. Eles não param qdo tem greve(salvo algumas exceções, é claro) e alegam que é pq nunca tem nada pra eles nas propostas. O SINDUTE precisa fazer reuniões direcionadas somente a eles, para esclarecer e motivá-los a entrar na luta. Se as secretarias e cantinas não funcionassem, as escolas seriam OBRIGADAS a parar, sem merenda e sem documentos a escola não funciona.
Passe essa ideia pra Beatriz PR FAVOR, pq estou no interior, não tenho como falar com ela e o blog dela, não é atualizado todos os dias como o seu.
Muito obrigada.
Ana
Obs: não tenho visto meus comentários aqui, pq?

Anônimo disse...

Cris, tentei postar uma mensagem para o MP como sugeriu a colega Ana Rosa mas consegui.


Cristina Costa disse...

Ana, eu me lembro sim, de ter lido comentários seus aqui e postei todos!!

Eu apesar de está n a capital não tenho contato com a Beatriz sempre que quero falar algo que acho uso o seu blog mesmo não estando atualizado.

Ela está sem tempo, temos que entender. Ler, comentar atualizar o blog sempre demanda tempo, coisa que particularmente acho que ela não está tendo.

Este trabalho de campo com nossos pares é nossa responsabilidade também, infelizmente nem todos têm a visão de que se fôssemos mais unidos, tudo talvez já tivesse se resolvido!

Um abraço e força na luta!

Cristina Costa disse...

Ana Rosa, às vezes está fora do ar eu demorei muito também!!!

Anônimo disse...

Caros colegas:

Precisamos de ações mais enérgicas,,vamos acampar enfrente a assembléia legislativa,,palácio do governo ou SEE,,e só sairmos de lá depois que o governo negociar,,temos que ter um grevódromo de constantes lutas,,não podemos recuar,,,vamos lutar,,lutar...até vencermos.Acho que temos que parar com as passeatas ,,pedirmos desculpas a população e buscarmos novas alternativas de lutas. Não podemos ter a populaçaõ contra nós.Cabeças pensantes comecem a pensar em novas estratégias.A vitória é nossa.

Ana Paula disse...

Oi,Cris....sinto-me muito envergonhada em estar trabalhando num momento tão delicado como este....infelizmente o São José foi aos poucos recuando e sobraram umas 7 guerreiras que por fim sentiram-se vencidas....acabamos voltando todas....ano passado fiz greve sozinha, qdo voltei,não pude nem repor minhas aulas,colocaram a eventual no meu lugar....tive um desconto de mais de R$ 600,00 reais, fora as faltas que nunca mais sairão da minha contagem,por esse motivo, este ano não quis ficar "sozinha"....é impossível um calendário de reposição somente para uma pessoa...bom,contudo, tentando justificar algo injustificável....fico aqui torcendo por nossa categoria e tirando o chapéu para todos os guerreiros que permanecem nesta luta....um forte abraço em todos e parabéns pelas postagens com tantas colocações esclarecedoras e importantes...beijão!
Ana Paula Salem


Para Haddad, greve de professores por piso é legítima e justa

Docentes da educação básica reivindicam o pagamento mínimo de R$ 1.187 por 40 horas semanais garantido pelo Supremo

Portal iG São Paulo | 02/09/2011

O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse na noite da última quinta-feira que considera a reivindicação dos professores do ensino básico pelo pagamento do piso salarial “legítima e justa”. A categoria entrou em greve em diversos Estados e municípios após o Supremo Tribunal Federal aprovar o pagamento mínimo de R$ 1.187 por 40 horas semanais.

“O que aconteceu é que alguns governadores e prefeitos deveriam ter se precavido durante o período de tramitação no Supremo. Não o fizeram e agora terão que encontrar formas de cumprir com o piso, ou negociar um reescalonamento com os professores”, afirmou no Rio de Janeiro, durante a abertura da 15ª Bienal do Livro.

Para Haddad, não há que se contrapor a lei de responsabilidade fiscal ao piso do magistério. “Prefeitos e governadores terão que se equilibrar entre as duas. Como há governadores recém-eleitos, eles terão que responder pela imprevidência de seus antecessores, que apostaram que o Supremo rejeitaria a emenda. Perderam e acabaram por deixar uma verdadeira herança maldita para seus sucessores”.

Governadores e prefeitos entraram com embargos declaratórios junto ao Supremo com o objetivo de procurar entender mais profundamente a dimensão da emenda constitucional. Mas, a decisão é irrecorrível e retroativa a data de sua publicação.

Com relação aos eventuais prejuízos que a greve dos professores pode provocar aos alunos que prestam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nos dias 22 e 23 de outubro, Haddad afirma que todos os esforços devem ser feitos para garantir o direito dos estudantes.

“Vale até a contratação de professores substitutos para que estes alunos não sejam prejudicados. Trata-se de um exame nacional que definirá o futuro destes jovens, que não pode ser penalizado pela imprevidência de alguns gestores municipais ou estaduais”, declarou. O Ministério da Educação (MEC) descarta a hipótese de adiar o exame.

Sindicatos vão entrar com ações na Justiça


A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) orientou nesta sexta os sindicatos estaduais de professores a mover ações, de forma isolada, nos Judiciários locais para fazer valer a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que julgou constitucional a fixação de piso nacional para a categoria.

Para o advogado da CNTE Gustavo Ramos, a decisão do Supremo deixou em aberto diversas questões, como a validade do piso nacional para cumpre menos de 40 horas semanais e a retroatividade do piso nacional a janeiro de 2009.

No caso da carga horária, Ramos entende que a tendência do STF, se tivesse que se pronunciar sobre o assunto, seria optar pela proporcionalidade, por isso é melhor os professores resolverem a questão movendo ações em nível estadual.

Sobre a retroatividade, o advogado entende que o sistema jurídico do país aponta para esse direito, por isso recomendou que os professores se mobilizem e não deixem o movimento que estão fazendo nessa direção perder força.

* Com informações do MEC e Agência Brasil



http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/para+haddad+greve+de+profes...


ATENÇÃO DESIGNADOS DIVULGAÇÃO DO JURÍDICO DO SINDUTE:

A greve é um direito garantindo pela Constituição Federal. Caso receba o comunicado de retorno às aulas, a orientação do Sindicato é para que o servidor/a entregue à direção da escola, ou a quem o entregou, o comunicado do direito de greve e continue no movimento.



NOTIFICAÇÃO
Eu, ____________________________________________________________,
designado/a para o cargo _________________________ na Escola Estadual
______________________________________ protocolo a presente notificação para dar
ciência à direção desta escola que o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de
Minas Gerais (Sind-UTE/MG) notificou o início da greve da rede estadual de educação ao
Governador do Estado, Antônio Anastasia e à Secretária de Estado da Educação, Ana Lúcia
Gazolla no dia 01/06/11, cumprindo o requisito previsto na Lei Federal 7.783/89.
Através desta, notifico também que o exercício da greve é um direito fundamental protegido
pela Constituição Federal conforme previsto pelos artigos 9º e 37:
“Art. 9º. É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a
oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender.
Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos
Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade,
impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte: (...)
VII - o direito de greve será exercido nos termos e nos limites definidos em lei específica.”
Ainda, a Lei Federal nº 7.783, de 28/06/89 que dispõe sobre o exercício do direito de greve,
determina que:
“Art. 1º É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a
oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender.
(...) Art. 7º Observadas as condições previstas nesta Lei, a participação em greve suspende o
contrato de trabalho, devendo as relações obrigacionais, durante o período, ser regidas pelo
acordo, convenção, laudo arbitral ou decisão da Justiça do Trabalho. Parágrafo único. É
vedada a rescisão de contrato de trabalho durante a greve, bem como a contratação de
trabalhadores substitutos, exceto na ocorrência das hipóteses previstas nos arts. 9º e 14.”
De acordo com a Lei Federal 7.883/89, é proibido ao empregador adotar meios para
constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho, bem como capazes de frustrar a
divulgação do movimento. (artigo 6º, § 2º).
Desta forma, o servidor designado está amparado legalmente para participar da greve da
categoria, não podendo ser privado deste direito por qualquer meio. Da mesma forma, a falta
deste período não é ausência injustificada do trabalho, e sim, de greve.
Atenciosamente,
________________________________________________________
(assinatura)
(Observação: fazer duas vias da notificação e registrar o recebimento da direção da escola
numa via)

.
Educadora de Contagem disse...

Cris,

A Prof. Pollyanna fez uma postagem às 13:45hs no blog do Euler sugerindo sobre o apoio de torcidas organizadas de um dos times mineiros. E eu sugiro que convoquem o movimento LBGT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis...). Sou hetero, mas já presenciei o movimento deles e é muito interessante.(Eles fazem barulho mesmo! Eles chamam atenção por causa de suas roupas que são extravagantes.Já que é pra chamar atenção mesmo da nossa sociedade, deveríamos convidar novamente o MST, a Vila Campesina, os estudantes universitários.
Fica aí a minha sugestão. E AVANTE COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS DE LUTA!!!!! nosso Lema é:
SEM O PISO NÃO PISAMOS NA ESCOLA.

Anônimo disse...

Que tal se o jurídico do sindute entrasse em contato com o jurídico de outros estados que consequiram o piso ,,trocar idéias com eles.Quem sabe surgem alguma solução.

Anônimo disse...

CRIS:

Temos vários sindicatos nos ajudando.Que tal se a Bia pedisse apoio jurídico dos advogados de vários sindicatos.De várias associações que nos apoiam.Se uma cabeça pensa,,duas pensam melhor.Vamos nos unir e ganharmos essa batalha.

Outra sugestão seria:

Que tal se juntarmos vários grupos de umas 1000 pessôas por sub sedes mais próximas fazermos um abaixo assinado e assumirmos o compromisso de contribui cada um com 100reais ai daria 100000 reais por grupos e contratarmos excelentes advogados e entramos com diversas ações contra a ilegalidade desse governador.Não dá para deixar o sindicato agir sozinho,,,temos q nos unir e buscarmos sugestões para ganharmos essa batalha.Com essa grana duvido se não consequiremos ótimos advogados para nos defender.Imagine umas 300000pessoas assumindo compromisso de contribui com 100reais .Poderemos contratar um grupo dos melhores advogados desse país.Além da grana eles ficarão mais famosos ainda.Estou disposto a contribuir e ajudar na formação desse grupo.Não podemos ficar parados com fé em DEUS venceremos.

Anônimo disse...

Olá Chris e companheiros do NDG, tudo bem?
Segundo o comntário da nossa combativa Gracieusa no blog do Euler uma reunião de negociação foi marcada para o dia 05/09 na cidade administrativa entre o sind ute, cut, cnte, secretario do Estado Danilo de Castro e governo tomara que dessa vez saia alguma proposta decente.
A luta continua
A vitória está próxima...
Força na luta...

Anônimo disse...

Caros colegas:

O governo que mudar nosso plano de carreira,,mas acho que isso tem que passar pela aprovação dos deputados.Que tal se fazermos um abaixo assinado com o nome de todos os professores ,,alunos a sociedade que nos apoiam pedindo para que eles não mexam em nosso plano de carreira.As eleiçoes estão ai,,,quem mexer nesse plano de carreira que se cuide,,,Vamos fazer cartazes de alerta a esses político,,,,se cuidam,,,,Estamos de olho o votante de hoje não é o de 20,,,30anos atráz.Com a internet os blogs,,,a rede social em geral a memória do povo não é mais curta.Políticos que se cuidem.Vocês podem ser contra o povo quando está no poder.Mas novas eleiçoes virão e somente o povo pode decidir sua permanência.ESTAMOS DE OLHO.

Anônimo disse...

Infelizmente a tal reunião do dia 05/09/2011, foi desmarcada....
Não estão querendo negociar mais não....
Míriam

Anônimo disse...

Cris, bom dia!

É verdade que a reunião do sindicato com o governo dia 05/09/2011 na cidade administrativa foi desmarcada?
E agora?
Júlia

Anônimo disse...

Cris, uma colega educadora em Leopoldina escreveu um ótimo artigo num jornal local. O artigo está intitulado como carta ao senhor Anastasia.Ela é colunista do jornal e o seu nome é Zelia. O artigo é bom e outras pessoas deveriam lê-lo. O link para ler a carta é: http://www.leopoldinense.com.br/

Marcia

Anônimo disse...

Se a greve dos professores foi julgada legal por que o sindicato não entra na justiça para reaver nossos salários ?

Cristina Costa disse...

Neste caso tem que entrar mesmo!!

18 comentários:

  1. olá Cris

    NDG

    A nossa vitória está próxima, portanto temos que andar juntos e cada vez mais unidos.

    "As pessoas mudam quando se dão conta do potencial que têm para mudar as coisas."(Paulo Coelho)

    abraço e agora é manter a calma.
    Dia 8 de setembro o Governador Antônio Anastasia terá mais uma chance para cumprir a LEI FEDERAL 11738/08 e sem conversa mole.

    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris, mandei o link do seu blog a todas as minhas amigas e pedi que elas repassem aos contatos delas.
    Agora por favor! Peça a Beatriz Cerqueira pra fazer essa tabela e mandar pra toda a mídia. Para todas as pessoas que pensam que que somos idiotas, inclusive para o governador e a SEE. Temos que dar visibilidade a essa tabela legal. Falar que aí nessa tabela está a Lei 11.738/2008 de acordo com a visão do MEC. Não é a interpretação do STF, "de até 40 horas" que é de 0 até 40 horas, mas aceitamos por vontade de negociar um fim para a greve. Discutiremos esse ponto a posteriori. A gente calculou a nossa individual, mas a sua está completíssima. Parabéns e obrigada.

    ResponderExcluir
  3. Cris,
    Precisamos de ESTRATÉGIA e aí vai uma: por favor OUÇA O MEU APELO!!!! O sindicato precisa fazer um movimento DIFERENCIADO com os ATBs e ASBs. Eles não param qdo tem greve(salvo algumas exceções, é claro) e alegam que é pq nunca tem nada pra eles nas propostas. O SINDUTE precisa fazer reuniões direcionadas somente a eles, para esclarecer e motivá-los a entrar na luta. Se as secretarias e cantinas não funcionassem, as escolas seriam OBRIGADAS a parar, sem merenda e sem documentos a escola não funciona.
    Passe essa ideia pra Beatriz PR FAVOR, pq estou no interior, não tenho como falar com ela e o blog dela, não é atualizado todos os dias como o seu.
    Muito obrigada.
    Ana
    Obs: não tenho visto meus comentários aqui, pq?

    ResponderExcluir
  4. Cris, tentei postar uma mensagem para o MP como sugeriu a colega Ana Rosa mas consegui.

    ResponderExcluir
  5. Ana, eu me lembro sim, de ter lido comentários seus aqui e postei todos!!

    Eu apesar de está n a capital não tenho contato com a Beatriz sempre que quero falar algo que acho uso o seu blog mesmo não estando atualizado.

    Ela está sem tempo, temos que entender. Ler, comentar atualizar o blog sempre demanda tempo, coisa que particularmente acho que ela não está tendo.

    Este trabalho de campo com nossos pares é nossa responsabilidade também, infelizmente nem todos têm a visão de que se fôssemos mais unidos, tudo talvez já tivesse se resolvido!

    Um abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  6. Ana Rosa, às vezes está fora do ar eu demorei muito também!!!

    ResponderExcluir
  7. Caros colegas:

    Precisamos de ações mais enérgicas,,vamos acampar enfrente a assembléia legislativa,,palácio do governo ou SEE,,e só sairmos de lá depois que o governo negociar,,temos que ter um grevódromo de constantes lutas,,não podemos recuar,,,vamos lutar,,lutar...até vencermos.Acho que temos que parar com as passeatas ,,pedirmos desculpas a população e buscarmos novas alternativas de lutas. Não podemos ter a populaçaõ contra nós.Cabeças pensantes comecem a pensar em novas estratégias.A vitória é nossa.

    ResponderExcluir
  8. Oi,Cris....sinto-me muito envergonhada em estar trabalhando num momento tão delicado como este....infelizmente o São José foi aos poucos recuando e sobraram umas 7 guerreiras que por fim sentiram-se vencidas....acabamos voltando todas....ano passado fiz greve sozinha, qdo voltei,não pude nem repor minhas aulas,colocaram a eventual no meu lugar....tive um desconto de mais de R$ 600,00 reais, fora as faltas que nunca mais sairão da minha contagem,por esse motivo, este ano não quis ficar "sozinha"....é impossível um calendário de reposição somente para uma pessoa...bom,contudo, tentando justificar algo injustificável....fico aqui torcendo por nossa categoria e tirando o chapéu para todos os guerreiros que permanecem nesta luta....um forte abraço em todos e parabéns pelas postagens com tantas colocações esclarecedoras e importantes...beijão!
    Ana Paula Salem

    ResponderExcluir
  9. Educadora de Contagem2 de setembro de 2011 18:00

    Cris,

    A Prof. Pollyanna fez uma postagem às 13:45hs no blog do Euler sugerindo sobre o apoio de torcidas organizadas de um dos times mineiros. E eu sugiro que convoquem o movimento LBGT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis...). Sou hetero, mas já presenciei o movimento deles e é muito interessante.(Eles fazem barulho mesmo! Eles chamam atenção por causa de suas roupas que são extravagantes.Já que é pra chamar atenção mesmo da nossa sociedade, deveríamos convidar novamente o MST, a Vila Campesina, os estudantes universitários.
    Fica aí a minha sugestão. E AVANTE COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS DE LUTA!!!!! nosso Lema é:
    SEM O PISO NÃO PISAMOS NA ESCOLA.

    ResponderExcluir
  10. Que tal se o jurídico do sindute entrasse em contato com o jurídico de outros estados que consequiram o piso ,,trocar idéias com eles.Quem sabe surgem alguma solução.

    ResponderExcluir
  11. CRIS:

    Temos vários sindicatos nos ajudando.Que tal se a Bia pedisse apoio jurídico dos advogados de vários sindicatos.De várias associações que nos apoiam.Se uma cabeça pensa,,duas pensam melhor.Vamos nos unir e ganharmos essa batalha.

    Outra sugestão seria:

    Que tal se juntarmos vários grupos de umas 1000 pessôas por sub sedes mais próximas fazermos um abaixo assinado e assumirmos o compromisso de contribui cada um com 100reais ai daria 100000 reais por grupos e contratarmos excelentes advogados e entramos com diversas ações contra a ilegalidade desse governador.Não dá para deixar o sindicato agir sozinho,,,temos q nos unir e buscarmos sugestões para ganharmos essa batalha.Com essa grana duvido se não consequiremos ótimos advogados para nos defender.Imagine umas 300000pessoas assumindo compromisso de contribui com 100reais .Poderemos contratar um grupo dos melhores advogados desse país.Além da grana eles ficarão mais famosos ainda.Estou disposto a contribuir e ajudar na formação desse grupo.Não podemos ficar parados com fé em DEUS venceremos.

    ResponderExcluir
  12. Olá Chris e companheiros do NDG, tudo bem?
    Segundo o comntário da nossa combativa Gracieusa no blog do Euler uma reunião de negociação foi marcada para o dia 05/09 na cidade administrativa entre o sind ute, cut, cnte, secretario do Estado Danilo de Castro e governo tomara que dessa vez saia alguma proposta decente.
    A luta continua
    A vitória está próxima...
    Força na luta...

    ResponderExcluir
  13. Caros colegas:

    O governo que mudar nosso plano de carreira,,mas acho que isso tem que passar pela aprovação dos deputados.Que tal se fazermos um abaixo assinado com o nome de todos os professores ,,alunos a sociedade que nos apoiam pedindo para que eles não mexam em nosso plano de carreira.As eleiçoes estão ai,,,quem mexer nesse plano de carreira que se cuide,,,Vamos fazer cartazes de alerta a esses político,,,,se cuidam,,,,Estamos de olho o votante de hoje não é o de 20,,,30anos atráz.Com a internet os blogs,,,a rede social em geral a memória do povo não é mais curta.Políticos que se cuidem.Vocês podem ser contra o povo quando está no poder.Mas novas eleiçoes virão e somente o povo pode decidir sua permanência.ESTAMOS DE OLHO.

    ResponderExcluir
  14. Infelizmente a tal reunião do dia 05/09/2011, foi desmarcada....
    Não estão querendo negociar mais não....
    Míriam

    ResponderExcluir
  15. Cris, bom dia!

    É verdade que a reunião do sindicato com o governo dia 05/09/2011 na cidade administrativa foi desmarcada?
    E agora?
    Júlia

    ResponderExcluir
  16. Cris, uma colega educadora em Leopoldina escreveu um ótimo artigo num jornal local. O artigo está intitulado como carta ao senhor Anastasia.Ela é colunista do jornal e o seu nome é Zelia. O artigo é bom e outras pessoas deveriam lê-lo. O link para ler a carta é: http://www.leopoldinense.com.br/

    Marcia

    ResponderExcluir
  17. Se a greve dos professores foi julgada legal por que o sindicato não entra na justiça para reaver nossos salários ?

    ResponderExcluir